Organização do Troféu Gonzagão apresenta convite especial para edição 2017

5 (100%) 1

Os organizadores do Troféu Gonzagão, considerado o  “Oscar da Música Nordestina”, apresentaram o convite da cerimônia do evento, que acontece no Hotel Garden, em Campina Grande, no dia 10 de maio. Tradicionalmente, o convite é um diferencial, uma obra de arte que os participantes podem adquirir diretamente com os responsáveis.

Nesta edição, o convite é uma réplica do fole de oito baixos de José Abdias, conhecido como ‘Abdias dos Baixos’ – que será um dos homenageados (in memorian) . “A cada ano, buscamos surpreender com convites que representem a música nordestina. Estamos muito orgulhosos e felizes em homenagear esta personalidade que contribuiu muito para a cultura nordestina.”, conta Rilávia Cardoso, uma das idealizadoras do Troféu Gonzagão, juntamente com Ajalmar Maia. Também serão homenageados no prêmio deste ano o cantor e compositor pernambucano Geraldo Azevedo, além do Quinteto Violado, conjunto musical do Recife (PE). Os participantes vão poder conferir uma rodada de negócios com proprietários de casas de shows, uma exposição de marcas parceiras e, pela primeira vez, a participação de Padre Fábio de Melo.

Troféu Gonzagão – O  “Oscar da Música Nordestina” chega à nona edição e acontece sempre no mês de maio, dando as boas vindas ao Maior São João do Mundo, que acontece em Campina Grande. A noite de gala reúne, em uma apresentação musical, importantes expoentes da música regional. Já se apresentaram no palco Antônio Barros e Cecéu, Alcione, Genival Lacerda, Nando Cordel, Anastácia, Flávio José, Lucy Alves, Alcymar Monteiro, Santanna, Amazan, Cezzinha, Petrúcio Amorim, Maciel Melo, Os Nonatos, Pinto do Acordeon, Waldonys, Ton Oliveira, Biliu de Campina, Capilé, entre muitos outros. A paraibana Elba Ramalho é a grande madrinha do evento.

No ano passado, o Troféu Gonzagão fez um brinde à imortalidade da obra do pernambucano Zé Dantas (in memorian) e à originalidade do baiano Carlinhos Brown. O evento reuniu ainda várias personalidades que contribuem para a cultura nordestina, como o compositor Xico Bizerra, o cineasta Bernard Robert Charrue, diretor premiado do filme ‘Paraíba, Meu Amor’ e o empresário Pierre Landol.