Recolhidas 150 toneladas de lixo durante o Maior São João do Mundo

Avalie esta postagem

Foto: Emanuel Tadeu

O secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente de Campina Grande, engenheiro Geraldo Nobre Cavalcante, fez uma avaliação bastante positiva do trabalho de coleta de lixo urbano  diurna e noturna, no Parque do Povo e em toda cidade, durante os 30 dias do Maior São João do Mundo.

“Estamos no quinto ano seguido do evento,  e este ano superou a nossa expectativa com um aumento considerável de  retirada de lixo reciclável ou não do  Parque do Povo, em torno de 20 por cento a mais do que o ano passado.

Só para cuidar da limpeza urbana da cidade durante o período junino, a Prefeitura Municipal de Campina Grande,  por orientação do Tribunal de Contas do Estado, realizou um processo seletivo  para contratação de 190 prestadores de serviços (homens e mulheres), e com mais 30 do quadro efetivo distribuiu esse pessoal nos três turnos para atender toda demanda, tanto dentro do Parque do Povo como nas ruas adjacentes,  trabalho também  levado para os distritos de Galante e São José da Mata.

Só de lixo orgânico e inorgânico, que foram levados para o aterro sanitário, foram recolhidos diariamente cinco (5) toneladas do Parque do Povo, uma a mais do que o ano passado, principalmente nos dias de maior pique, totalizando  cerca de 150 toneladas, um volume considerável “e isso ocorreu, sem dúvidas nenhuma, porque a festa cresceu bastante em relação ao ano passado, que coletou 120 toneladas”, disse o secretário.

“A orientação do prefeito Romero Rodrigues era de realizarmos um trabalho pontual e de qualidade, para dar ao turista a oportunidade de, mais uma vez, constatar nosso padrão de limpeza, que o ano passado alcançou um índice de aprovação de 87%, um percentual significativo. Isso aumentou a nossa responsabilidade e “graças a Deus nossos objetivos foram alcançados, mesmo com o aumento considerável da festa”, afirmou.

“O nosso São João cresceu de forma  surpreendente. Temos a certeza  que foi o maior número de turistas de todos os tempos, e isso aumentou consideravelmente o faturamento  no comércio em geral, aumentando a nossa receita”, pontuou o secretário, que chegou a ouvir de alguns barraqueiros,  relatos de que  “o ganho esse ano foi bem maior do que em outras edições”.

O secretário também constatou que o Parque do Povo se tornou pequeno para a grandiosidade do Maior São João do Mundo e para o “ano certamente o prefeito Romero Rodrigues vai buscar novos espaços, possivelmente interligando o Açude Novo ao  evento, para que desta forma “se aumente a área e dê condições ao turista e a todas pessoas que tenham todas as condições de participar da festa e evitar o que ocorreu este ano, quando em  algumas datas a coordenação da festa se sentiu obrigada a fechar os portões de acesso, por  conta da superlotação.

Concluindo, Geraldo Nobre foi taxativo em afirmar que nossa festa cresceu em todos os quadrantes,  o que é muito bom para Campina Grande, que  mostra, mais uma vez que sabe fazer festa “que tem competência e que tem uma administração focada aos interesses dos campinenses e de todas as pessoas que  procuram nossa cidade, nesse período”.