Sítio São João será aberto nessa quarta-feira

Avalie esta postagem

O Sítio São João, uma das principais atrações do Maior São João do Mundo, será aberto nessa quarta-feira, primeiro de junho, às 8h30, com um café da manhã e muito forró “pé-de-serra” para convidados especiais e imprensa. O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, estará presente na cerimônia que inicia as atividades do espaço que costuma reunir desde o forró, até as tradições, história e a culinária do povo Nordestino. Mais uma vez apoiado pela Prefeitura Municipal, os campinenses e turistas terão a alegria de prestigiar todas as atrações do Sítio São João, localizado na avenida Cônsul Joseph Noujaim Habib (Canal do Prado), bairro do Catolé.

Nessa quarta-feira a solenidade será para convidados. A abertura ao público acontecerá no dia seguinte, quinta-feira, 02 de junho, prosseguindo até o dia 03 de julho, sempre a partir das 11h até às 22h. O horário de funcionamento costuma ser modificado nos dias de maior movimentação, quando o Sítio São João costuma encerrar suas atividades por volta das 23h.

Segundo o coordenador do Sítio São João, João Dantas, esse projeto já faz parte d’O Maior São João do Mundo, sendo que, a cada ano, costuma atrair mais visitantes de Campina Grande, capital e demais cidades do interior da Paraíba, além de muitos visitantes e turistas de outros estados que buscam conhecer o autêntico forró do Nordeste e as características da cultura regional.

“Visitar o Sítio São João oferece ao público a oportunidade de conhecer o que existe de mais autêntico na região Nordeste, especialmente os costumes e a musicalidade”, declarou João Dantas. Ele ressaltou ainda a oportunidade de conhecer a história do povo nordestino, numa perspectiva que valoriza a arquitetura rural, a religiosidade e a economia, por meio da produção do açúcar e de farinha.

Para os mais jovens, conhecer o Sítio São João será uma oportunidade para contemplar a beleza da história nordestina e o modo de vida de décadas passadas. Para os mais adultos, a partir dos 50 ou 60 anos de idade, a visita é uma oportunidade para relembrar a vida nos antigos sítios localizados na região.

Fonte: Codecom